19/08/2018 às 18:36:20

Náutico perde para o Bragantino por 3x1

Derrota não tira confiança do Náutico no acesso

JC Imagem


Após 10 jogos de invencibilidade, o Náutico voltou a sentir o gosto da derrota. Mais amargo, em se tratando de uma partida de mata-mata que vale vaga à Série B do ano que vem. O tropeço por 3x1 diante do Bragantino, neste sábado (18), no Nabi Abi Chedid, no duelo de ida das quartas de final da Série C, foi um duro baque no Timbu. Mas o discurso dos alvirrubros é de confiança em uma reviravolta na partida do próximo domingo (26), na Arena de Pernambuco. O time precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença para levar a decisão para as penalidades. Abaixo disso, ficará no meio do caminho. Acima, comemorará o acesso.

“O resultado foi ruim, mas a torcida deve comprar os ingressos e ir à Arena porque vamos reverter isso. O Bragantino teve três bolas aéreas e fez três gols. Mas o gol do Ortigoza nos botou no jogo. Vamos fazer uma grande festa na Arena e subiremos”, afirmou o vice-presidente do clube, Diógenes Braga.

Invicto como mandante desde que chegou ao Náutico, o técnico Márcio Goiano aposta na força da Arena para levar o Timbu à Série B. “Sabíamos da forte marcação do Bragantino, com jogadores rápidos no ataque. No primeiro gol tivemos um erro individual e depois em dois lances de bola parada. Mas agora é ter tranquilidade. Não adianta desequilibrar. Temos mais 90 minutos e vamos acreditar no nosso trabalho. Fizemos bons jogos na Arena até então. Eles vao explorar o contra-ataque, mas precisamos arriscar para conseguir logo o primeiro gol. Jamais deixaremos de acreditar. Temos um jogo importante e precisamos motivar ao máximo os atletas. Eles conhecem como o Bragantino joga e vamos nos preparar. Eu tenho certeza que a torcida estará na Arena e irá nos apoiar, fazendo com que o Náutico cresça e consiga o acesso”, declarou.

A desvantagem do Náutico por pouco não foi menor. Nos acréscimos, o meia Wallace Pernambucano teve ótima chance para marcar, mas desperdiçou o que seria o segundo gol alvirrubro. “Não tem nem explicação para dizer como a bola foi para fora. Treino muito todos os dias esse tipo de lance. Agora vamos trabalhar para chegar lá na Arena e sair com um bom resultado. Nada é impossível no futebol”, cravou.



William Tavares - Folha PE