30/10/2017 às 13:00:25

William comemora volta do Náutico à Arena



Divulgação


Após quatro jogos seguidos como mandante no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, o Náutico voltará à Arena de Pernambuco no próximo dia 7, contra o Paysandu, pela 34ª rodada da Série B. Retorno agradou os jogadores timbus. Um dos líderes do elenco, o atacante William não escondeu a satisfação em voltar a atuar no estádio e chegou a avaliar que o fato do time ter sido obrigado a atuar no interior do estado prejudicou a reação alvirrubra na competição.

De fato, os números embasam a analise do camisa nove. Enquanto na Arena, o Náutico acumulou apenas vitórias sob o comando do técnico Roberto Fernandes, sobre Luverdense, Figueirense e Brasil, atuando no Lacerdão o aproveitamento caiu para 50%, com vitórias diante Boa Esporte e Guarani, mas também derrotas frente Internacional e ABC. 

Vale lembrar que a ida do Náutico para Caruaru se deu por conta de dois eventos religiosos que a Arena recebeu no mês de outubro. Assim, o único jogo levado para o agreste por desejo da própria diretoria foi contra o Internacional, que rendeu ao clube a sua maior renda na Série B, com R$ 218.683,55. Porém, as três partidas seguintes renderam prejuízo aos cofres alvirurbros.

"Aqui é mais próximo do nosso torcedor. Sei que eles querem voltar para os Aflitos, mas a Arena também nos dá uma condição de jogo muito boa. O campo é bom, assim como os vestiários. A gente agradece a recepção que tivemos em Caruaru, mas a casa do Náutico é aqui (no Recife) e a gente tem que ter essa identificação. A gente já tinha, mas tivemos que sair e isso nos prejudicou um pouco", admitiu William.

Porém, o retorno à Arena de Pernambuco se dará em moldes diferentes do que o Náutico vinha tendo no estádio. Se antes, o Governo do Estado era responsável por todo gasto operacional do estádio, agora essa despesa será paga pelo clube alvirrubro, que também ficou obrigado a pagar pelo aluguel do local, no valor de R$ 30 mil.
 
 
 João de Andrade Neto /Superesportes