14/10/2017 às 22:12:42

Náutico se impõe e vence Guarani por 2x0

Timbu superou o Bugre com gols de Rafinha e Bruno Mota

Léo Lemos


Mal soou o apito do início de jogo e os times lançaram-se ao ataque. Só nos primeiros dez minutos, três boas chances de abrir o placar. Para os visitantes, Fumagalli recebeu uma bola livre na área e finalizou por cima, ainda no primeiro minuto, e Bruno Nazário exigiu boa defesa de Jefferson. A resposta veio com Rafinha, em um bom chute de fora da área que foi para fora.

Com o jogo tão aberto, o Náutico levou a melhor e saiu na frente com Rafinha, que soube aproveitar o erro da defesa bugrina. Aos onze minutos, Dico fez boa jogada e cruzou na área. O quique da bola ajudou a atrapalhar a marcação e Rafinha saiu livre para escorar de cabeça e abrir o placar. A partir disso, o que era equilíbrio virou uma pressão alviverde. No começo, a defesa timbu até demonstrou resistência, mas logo perdeu força.

 O Náutico, praticamente inoperante no meio de campo, deu espaço e o Guarani se lançou com tudo ao ataque, sempre explorando a chegada dos seus laterais. E quase empatou com Fumagalli e Bruno Nazário de cabeça, aos 38 e 39 minutos respectivamente. Manoel ainda salvou uma bola praticamente em cima da linha, após uma série de chances dos adversários, aos 41. Contando com a deficiência de finalização do adversário e um pouco de sorte, o Náutico levou a vantagem para o intervalo.

Segundo tempo

Vendo a sua equipe ter maior volume ofensivo, Lisca lançou o time para a frente, trocando um volante por mais um atacante. Entretanto, o novo posicionamento do meio de campo favoreceu ao Náutico, que passou a ter maior posse de bole e, com isso, sofrer menos na parte defensiva. O que não impediu o Guarani de atacar, mas sem tanto perigo como no primeiro tempo.

 O forte ritmo do jogo fez os atletas mais experientes das duas equipes deixarem o campo. Aos 17 minutos, Fumagalli e William foram substituídos e o Náutico levou a melhor com as trocas. O meia Bruno Mota, reintegrado ao elenco após abandonar o clube, foi acionado no papel de falso nove e deu maior qualidade ao setor ofensivo nos contra-ataques.

O Guarani continuou as tentativas de reimprimir o seu ritmo e até teve boas opções com Caíque, novamente em jogadas aéreas. Mas não aproveitou e se tornou vítima do ditado ‘quem não faz, leva’. Após boa tabelinha com Dico, aos 35 minutos,  Bruno Mota recebeu dentro da área e tocou no canto esquerdo do goleiro. 2 a 0.

 

Ficha do jogo

Náutico 2
Jefferson; Sueliton, Aislan, Feliphe Gabriel e Manoel; Amaral, Miranda e Giovanni; Rafinha(Leilson), Dico(Renan Paulino) e William(Bruno Mota). Técnico: Roberto Fernandes.

 

Guarani 0
Vagner; Lenon(Luiz Fernando), Ewerton Páscoa, Diego Jussani e Richarlyson; Baraka, Evandro(Caíque), Bruno Nazário, Fumagalli(Denner) e Kevin; Bruno Mendes. Técnico: Lisca.

 

Local: Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru 

Horário: 19h

Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)

Assistentes: Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena (ambos da PB)

Cartões amarelos: Sueliton, Feliphe Gabriel, Dico e Miranda(N); Evandro e Bruno Nazário(G).

Gols: Rafinha (11’ do 1°T) e Bruno Mota (35’ do 2°T)(N).

 

 

Diego Borges /Especial para o Diario