13/10/2017 às 13:31:02

Bruno Mota volta ao Náutico

Técnico revelou teor da conversa que teve com o meia.

Marlon Costa/ Pernambuco Press


Há exatos 16 dias, Bruno Mota pediu para deixar o Náutico. Só que, neste tempo, muita coisa aconteceu: o meia voltou ao Atlético-PR, seu clube de origem, e depois retornou ao Timbu. O técnico Roberto Fernandes revelou todos os detalhes que fizeram Bruno pedir para deixar o clube alvirrubro e depois voltar aos treinamentos.

Primeiro, o treinador disse que não há qualquer tipo de problema pessoal entre ele e o atleta.

- Eu quero ter a oportunidade de esclarecer isso. Nenhum jogador que eu possa ter qualquer problema fica no campo da birra. Quando eu tenho problema com jogador, eu sou claro com a diretoria e digo que não faz parte dos meus planos. Bruno oscilou bastante. Mas o treinador com quem ele mais jogou fui eu.

Roberto Fernandes disse que o primeiro problema que detectou em Bruno Mota foi a falta de mais participação e dinâmica nas partidas. Reconheceu que o meia possui uma ótima técnica, mas isto não é o bastante. Na sala de vídeo do centro de treinamento, Roberto mostrou um vídeo editado somente com lances de Bruno e conseguiu mostrar ao atleta vários defeitos dentro de campo.

- Não é proporcional sua qualidade técnica com a participação no jogo. E eu editei um material só dele e mostrei. Eu disse a ele o que precisava melhorar. Para o torcedor, que é emoção, entra em um ouvido e sai pelo outro. O jogador de alta performance fica três minutos com a bola no pé durante o jogo todo. Com Neymar mesmo, é assim. Ele fica, no máximo, com a bola por quatro minutos. E no restante do tempo? Ele fecha espaço, recompõe, faz um monte de coisas táticas.

Além disso, Roberto Fernandes também afirmou que houve um descontentamento de Bruno Mota com o Náutico e o Atlético-PR. Sem entrar em detalhes, afirmou ser um "problema financeiro". O treinador disse que Bruno foi a Curitiba conversar com a diretoria do Furacão, que lhe deu algumas garantias.

- Essa foi a questão no que diz respeito a Bruno, jogando. Mas ele passava por um problema pessoal e financeiro entre Náutico e Atlético-PR. E aí ele pediu para sair do clube. Foi lá para o Atlético, segundo o jogador, e o clube deu determinadas garantias a ele. E agora ele volta focado.

Roberto Fernandes disse que espera comprometimento de Bruno Mota. E que, apesar de ter treinado como titular na última quarta-feira, isso não garante a volta dele ao time. Depende também de um aval da diretoria do Náutico, que se reuniu com o jogador.

- Comprometimento não é em palavras, é em atitudes. E aí vamos saber se ele está falando de forma sincera. Mas a diretoria também está envolvida e enquanto ele não tiver o aval da diretoria, ele continua treinando em observação. Ele chegou a treinar como titular, mas não quer dizer que vai jogar. E também não quer dizer que ele não vai ser usado. É uma via de mão dupla. Vai depender do comprometimento dele.

 

 

 

Daniel Gomes - Globo Esporte