05/09/2017 às 22:45:11

Dúvidas no ataque e na defesa do Náutico

Treinador aguardará até o último momento

Náutico


O técnico Roberto Fernandes tem apenas duas dúvidas para a partida desta quarta-feira, diante do Brasil-RS, na Arena de Pernambuco, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Uma por motivos físicos e outra por critérios técnicos. No primeiro caso se encaixa o zagueiro Breno Calixto, que ainda sente dores na coxa direita e tem chances remotas de disputar a partida. Caso não reúna condições, Aislan será o substituto. Já a outra indefinição pode variar o estilo de jogo do Náutico para a partida, entre o atacante Iago e o meia Bruno Mota. Com mais chances para o primeiro.

Segundo Roberto Fernandes, com o atacante, o Náutico ganha em intensidade ofensiva, com uma formação semelhante a que bateu o Figueirense por 2 a 0, na Arena de Pernambuco, na melhor partida do clube até o momento na Série B. "A dúvida é entre o Iago e o Bruno Mota, mas é uma decisão que diferencia bastante a forma de jogar da equipe. Com o Iago, o time ganha a intensidade que o torcedor viu diante do Figueirense, que foi uma atuação elogiada por todos. Já com o Bruno, ganhamos outras vantagens, como uma maior qualidade no passe, mas perdemos consideravelmente na intensidade de jogo", explicou.

Outro aspecto que pesa contra a escalação de Bruno Mota é a caraterística de jogo semelhante à do meia Giovanni, que apesar de ter se reapresentado com dois dias de atraso, com relação aos demais atletas, está confirmado para a partida. "O Bruno e o Giovanni se fundem muito. Eles gostam de jogar em um mesmo espaço de campo e possuem características semelhantes. O Giovanni se apresentou com atraso, mas não foi nada feito por debaixo dos panos. A preparação dele foi um pouco mais intensa para ele poder recuperar as duas sessões que perdeu", pontuou Roberto.

Sobre a possibilidade de contar com Breno Calixto, o comadante alvirrubro afirmou que vai esperar pelo jogador até o último momento. Porém, se mostrou descrente quanto ao seu aproveitamento. "Se o jogo fosse hoje ele não atuaria. Mas temos mais 24 horas de tratamento intenso e vamos aguardar. O Breno é um jogador muito importante e tem uma característica que eu gosto em um zagueiro, de ser viril. Além disso, esse estilo se encaixa bem com o do Lincon, que é o centroavante do Brasil", adiantou.
 
Dessa forma, o Náutico deve encarar o time gaúcho com: Jefferson; Joazi, Aislan (Breno Calixto), Feliphe Gabriel e Ávila; Amaral, Diego Miranda e Giovanni; Iago (Bruno Mota), William e Gilmar.
 
 
 
 
 João de Andrade Neto /Superesportes