29/08/2017 às 16:39:13

Ivan Brondi renuncia à presidência do Náutico



Divulgação


Ivan Brondi não é mais presidente do Náutico. Eleito como vice-presidente em 19 de dezembro de 2015, ele assumiu o clube em 20 de dezembro de 2016, após a saída de Marcos Freitas, que se afastou por problemas de saúde. Nesta terça-feira, foi a vez de Ivan seguir o mesmo caminho, alegando ter recebido pressões exageradas e ameaças para deixar o Timbu.

Segundo o estatuto do clube, o presidente do Conselho Deliberativo, Gustavo Ventura, é quem assume o cargo até o final do ano. A partir de 2018, Edno Melo, eleito em um pleito antecipado, fica à frente do Timbu pelo próximo biênio.

Junto com Ivan Brondi, toda a diretoria de futebol do Náutico também deixa o clube, como é de praxe no processo de desligamento de um grupo político. O vice-presidente de futebol, Emerson Barbosa, porém, disse que fica à disposição de Gustavo Ventura caso ele queira que o corpo diretivo continue.

No auditório do centro de treinamento, foi Emerson Barbosa que começou a falar.

"Ele (Ivan) trouxe a ponderação da família e dos amigos sobre a vida política do Náutico. Antes de formalizarmos o pacto da paz e convivermos com a chapa vencedora do próximo biênio por 60 dias, o presidente já tinha sido abordado de forma abrupta por alguns sócios na Arena. E aquilo o marcou negativamente", disse Emerson Barbosa.

O vice de futebol também falou sobre um episódio que aconteceu no clube, na última sexta-feira.

- Houve uma invasão ao clube. Pessoas que se diziam sócios e de um grupo chamado ´Resgate Alvirrubro´, curiosamente o mesmo nome do grupo do próximo presidente. Disseram que estiveram no CT e viram até o lanche que era servido a alguns atletas. Cobravam, de forma ríspida, um acompanhamento nutricional e até psicológico para os jogadores - disse Emerson Barbosa.

Ivan Brondi, por fim, leu uma carta formal onde dizia sentir falta do direito de ir e vir em paz com sua família "sem ser achincalhado". E que estava renunciando ao cargo de presidente.

"Quero ter o direito de ir e vir com minha esposa e filhos sem ser achincalhado. Tentei fazer o Náutico vencedor como nos meus tempos de jogador. Não deu. Renuncio ao cargo de presidente do Náutico. Que Gustavo Ventura possa assumir a gestão", disse Ivan Brondi.

Os jogadores não tiveram treino no período da tarde desta terça-feira. Eles foram liberados e só retornam aos trabalhos nesta quarta-feira pela manhã.

O candidato eleito para o próximo biênio, Edno Melo, terá uma reunião com Gustavo Ventura ainda na tarde desta terça-feira. O GloboEsporte.com tentou contato com Ventura, mas ele não atendeu aos telefonemas.

 

 

 

 

GloboEsporte.com