22/08/2017 às 15:53:05

William deve desfalcar o Náutico contra o Ceará



Marlon Costa


Estava nos planos de William jogar contra o Ceará, nesta sexta-feira, no Estádio Presidente Vargas. Mesmo longe da forma física plena, o atacante, que estreou com gol na vitória de 2 a 0 para o Figueirense, queria ter sequência, porque vinha há certo tempo parado. Mas ele não contava com a dor na coxa direita. Por causa do incômodo, não treinou nesta terça-feira, dia dado como limite para que pudesse jogar contra o Vozão. Logo, a participação na partida é improvável.

Antes de estrear com a camisa do Náutico, o novo camisa 9 passou três semanas se condicionando fisicamente. Mas ele não atuava em uma partida oficial desde o dia 18 de julho, quando o seu ex-clube, o Água Santa-SP, perdeu de 3 a 1 para o São Caetano, pela Copa Paulista. Atuar uma partida inteira demorou ainda mais tempo. Afinal, a última fez que o centroavante conseguiu tal feito foi no dia 1º de abril, na vitória do Água Santa-SP sobre o Batatais-SP, por 2 a 1, em jogo válido pela Série A2 do Campeonato Paulista.

Além de William, outros três provavelmente desfalcarão o Timbu: o lateral-direito David, o zagueiro Léo Carioca e o lateral-esquerdo Henrique Ávila. O departamento físico esperava liberar, ao menos, dois deles para os trabalhos nesta terça-feira. Ávila, que tem uma lesão na coxa esquerda, chegou a fazer um teste na primeira parte do treinamento. Se ele se sentisse bem, entraria na segunda parte, algo que não ocorreu.

O atacante William, que estreou fazendo um dos gols da vitória de 2 a 0 sobre o Figueirense, não treinou também. Continua entregue ao departamento físico porque sente incômodos na coxa direita. O zagueiro Léo Carioca, ainda se recuperando de dores no tornozelo esquerdo, está na transição. David é o que tem a contusão mais grave, de grau um na coxa direita, e segue no departamento médico.

Joazi deve seguir como o dono da lateral direita, enquanto Manoel vai ocupar o lugar de Henrique, na esquerda. Para preencher a lacuna de William, o técnico Roberto Fernandes deve deslocar Gilmar para jogar mais fixo na área.

 

 

 

 

Daniel Gomes - Globo Esporte