16/08/2017 às 19:19:58

Roberto Fernandes elogia atuação do setor ofensivo.



Paulo Paiva/DP


Além da saída momentânea da lanterna da Série B, onde estava desde a sexta rodada (vai precisar torcer por uma derrota do ABC para o Internacional, sábado), a vitória por 2 a 0 sobre o Figueirense, nesta terça-feira, na Arena de Pernambuco, também significou outro marco para o Náutico nesta Série B. Desde a derrota para o Goiás por 3 a 2, o time não marcava dois gols em uma mesma partida. Foram 11 rodadas. Evolução ofensiva que o técnico Roberto Fernandes atribuiu a mudança na forma de atuar da equipe. Tendo como referência a própria história recente do clube, de ter atacantes rápidos.

Para o treinador alvirrubro, a verticalização do jogo da equipe, em busca do gol, foi o principal diferencial mostrado diante dos catarinenses. "O Náutico sempre teve como característica ter equipes agudas, de velocidade. Basta lembrar de um passado recente com Kuki, Felipe e Kieza. Sempre foi muito marcado de ter característica de jogo verticalizado em direção ao gol e não lateralizado como se usa, por exemplo, no Barcelona como referência. Mas o Barcelona é o Barcelona, o Náutico é o Náutico. Cada um na sua. E essa foi a nossa coisa mais contundente que eu comecei a modificar nesse grupo para que o Náutico voltasse verdadeiramente a ser mandante dentro da competição", explicou Roberto Fernandes.

Há apenas duas semanas no clube, o treinador acredita que os atletas já começam a assimilar o seu perfil de jogo. Com isso, o Náutico somou nas últimas quatro partidas, três vitórias, sendo a primeira delas (sobre o Vila Nova) ainda sob o comando do interino Levi Gomes.

"O mérito é todo dos atletas que entenderam e compraram a ideia. Nos últimos quatro jogos o Náutico seria líder do campeonato. De 12 pontos disputados, somamos nove. É mais do que o clube somou no primeiro turno inteiro, antes de começarmos efetivamente o trabalho", recordou o treinador, que quando foi anunciado encontrou o clube com apenas oito pontos. "A equipe vem evoluindo e acredito que com a sequência do trabalho temos tudo para crescer ainda mais", concluiu.

Agora, o elenco alvirrubro terá dez dias até voltar a campo no próximo dia 25, contra o Ceará, no Castelão. Os jogadores só voltam aos treinamentos na próxima quinta-feira.


 João de Andrade Neto /Superesportes