09/08/2017 às 12:22:03

Náutico pretende manter parte dos direitos de Erick

Segundo Emerson Barbosa, ideia é que o Timbu permaneça de 20% a 30% dos direitos do atleta.

Léo Lemos - Náutico


Apesar da valorização do atacante Erick, a diretoria do Náutico segue aguardando uma proposta oficial pela maior revelação do clube nos últimos anos. Porém, a ideia não é se desfazer por completo do prata da casa, de 19 anos. De acordo com o vice-presidente de futebol, Emerson Barbosa, a diretoria espera manter de 20% a 30% dos direitos econômicos do jogador em uma futura negociação.

"Nossa ideia é ficar com um percentual dos direitos do atleta para que o clube mantenha o seu patrimônio em uma futura valorização. Sabemos que, pelo momento atual do clube, na Série B e não estando bem na classificação, esse ainda não é o ápice de uma transação comercial envolvendo um jogador como o Erick", explicou o dirigente timbu.

No entanto, Barbosa também enfatizou que tudo dependerá da negociação a ser aberta. O cartola garantiu que, até o momento, apesar das especulações, o Náutico ainda não recebeu nenhuma proposta oficial pelo jogador.

"Em condições normais, o nosso objetivo, não só com o Erick, mas como todo jogador da casa, é a manutenção de um percentual. Entre 20% e 30%  é uma margem aceitável. Mas não poderemos fazer nada, por exemplo, se toda a multa for paga", explicou. Com contrato com o Náutico até o final de 2019, Erick tem uma multa rescisória no valor de R$ 12 milhões.

"O que vem acontecendo são apenas sondagens, de clubes do Brasil e do exterior. Mas até agora o clube não recebeu nenhuma proposta oficial. Não há nada concreto. O que existe são apenas histórias de internet", encerrou Barbosa, rebatendo os boatos nas redes sociais. 
 
Revelado este ano, Erick já disputou 36 partidas pelo Náutico na temporada, sendo 31 como titular. Foram nove gols marcados, dois deles na Série B.
 
 
João de Andrade Neto /Superesportes