06/12/2016 às 11:20:59

Direção do Náutico nega que agiu de forma errada com Givanildo e aponta influência de perfil



Aldo Carneiro / Pernambuco Press


Após a entrevista coletiva de apresentação do técnico Dado Cavalcanti, foi a vez da direção de futebol responder algumas perguntas. E a saída de Givanildo Oliveira do clube foi uma delas. Após comunicar ao treinador da reta final da Série B que não contaria com os seus serviços em 2017, Dado Cavalcanti foi confirmado como novo técnico. Situação que criou um mal estar entre o treinador e a direção.

Na última sexta-feira, quando as negociações foram concluídas, Givanildo Oliveira não teve nem tempo de responder ao clube sobre a contraproposta oferecida. Situação que o deixou chateado, mas que a direção de futebol amenizou.

"Nós tivemos todo o cuidado e até pelo novo momento, de se trabalhar com base e com esse tipo de perfil, decidimos que não seguiríamos com ele. Em momento nenhum tratamos o Givanildo de forma inadequada. Primeiro definimos a situação dele para negociar com o Dado", esclareceu o diretor Marcílio Sales.

O novo momento que Sales fala, ocorre por conta da realidade financeira do clube. O objetivo é trabalhar com salários menores em todos os setores do clube. Algo que não ocorreria com Givanildo Oliveira, que tinha vencimentos considerados altos pelo clube.

"Dado foi muito claro aqui. O pensamento é esse. Mostramos toda a realidade do clube e adotamos uma filosofia que trabalhará com a base e vários jogadores que querem um lugar ao sol. Vamos montar uma nova equipe, mas dando a continuidade a um trabalho. De uma forma diferente, mas acreditamos que dará certo."



Rafael Brasileiro /Diario de Pernambuco