05/11/2016 às 22:55:34

Givanildo minimiza erro da arbitragem em derrota do Náutico: "Não jogamos o suficiente"



Super Esportes


O primeiro tempo do Náutico no Rei Pelé deu a impressão de que a vitória contra o CRB viria. Embora não jogasse um futebol vistoso, o Timbu era superior ao rival e até fez um gol, com Tiago Adan, em lance mal anulado pela arbitragem. No segundo tempo, porém, a queda de rendimento da acabou dificultando a partida para o Alvirrubro, que foi castigado por um gol no final e deixou o G4 da Série B.

Ao final da partida, o técnico Givanildo Oliveira comentou o jogo e tentou explicar a má exibição do Náutico. “O jogo foi muito equilibrado. Foram poucas chances de gol, tivemos alguns lances onde podíamos ter feito”, iniciou, para depois comentar a arbitragem da partida. “Na minha visão, o gol foi legal, mas nós também não jogamos o suficiente para ganhar. O gol faz falta, porque poderia ser 1 a 1, e teríamos um ponto a mais que seria importante fora de casa”, complementou.

Além da queda de rendimento, o Timbu ainda sofreu na segunda etapa com a entrada do atacante Wellington Júnior, que usou da velocidade para dar trabalho à defesa alvirrubra e foi um dos pontos de escape da equipe regatiana. Nas vezes em que saiu para o ataque, o time não conseguiu encontrar espaços na defesa do CRB e não criou chances reais de gol.

Na análise de Givanildo, faltou mais atenção ao Timbu. “Às vezes é normal o time que está em casa, precisando do resultado, forçar mais. Eles vieram com velocidade, e nós encontramos dificuldade na segunda bola, que ia sempre neles. Isso fez com que a gente corresse mais. Terminou o segundo tempo com a gente correndo errado. Além disso, não encontramos infiltrações para sair na cara do gol”, pontuou o técnico.


Super Esportes